domingo, 4 de julho de 2010

8º.post, da Blogagem coletiva, de Orvalho do céu... Escuta... vamos aprender a escutar?
Veja selinho ao lado







Não há delícia maior do que perceber alguém nos escutando, com toda a atenção.

É um prazer encontrar uma pessoa que acompanhe cada palavra do que estamos dizendo e é capaz de nos compreender ...

Se é bom ser escutado, também é ótimo escutar,

estar disponível para o outro, com toda a tranqüilidade.

“Não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito.

É preciso também que haja silêncio dentro da alma”.

escreveu o poeta português Fernando Pessoa sob o pseudônimo de Alberto Caiero.



É isso – silêncio dentro da alma.

Não dá para escutar ninguém se os pensamentos estão nos atropelando sem cessar,

se estamos pensando no que temos de fazer daqui a pouco.

É preciso estar calmo, aberto,

atento ao momento presente para poder ouvir com atenção.

“Escutar é uma experiência transformadora. É testemunhar a existência”,



Ele garante que aprendemos muito sobre nós mesmos ao ouvir os outros...

Quando a gente ouve alguém com atenção, dá o sinal verde para a pessoa se abrir.

A relação de troca que se forma então é muito mais rica e profunda...

Escutar é mesmo um grande exercício – que, infelizmente, poucos dominam...

Saber escutar é esquecer um pouco de si mesmo enquanto o outro fala.

Quem fala demais não deixa o outro falar.

E, é claro, não abre espaço para ouvir.



Para desenvolver esse silêncio interior,

tão necessário para o florescimento dessa arte, existem vários caminhos.


Alguns podem aprender a escutar ouvindo com atenção os sons da natureza:


o murmúrio de um rio, o barulho da chuva.


O compositor carioca Tom Jobim, por exemplo, aprendeu a ouvir com os pássaros.

Ele costumava se embrenhar pelas matas brasileiras munido de gravador e flauta transversal.

Queria justamente atrair a atenção dos passarinhos para depois escutá-los com calma.

Jobim acreditava que as aves emitiam o canto mais sagrado da natureza.



Para ele, todas as melodias provinham daquele cantar.

Escutar os pássaros, então, funcionava como um exercício de refinamento interior, além de aprimorar o ouvido.

Diante deles, a ansiedade desaparecia para dar lugar ao encantamento.

Finalmente, conseguia ficar em silêncio, sem dar um pio.

E depois aplicava esse aprendizado ouvindo atentamente as pessoas...


Aprender a escutar... este é um bom começo para sentir-se melhor no nosso dia a dia.


Boa semana a todos!





12 comentários:

  1. Escutar as vozes interiores e exteriores,
    escutar o que se passa dentro e fora de mim mesma,
    escutar os outros e a Deus num equilíbrio são,
    requer necessariamente saber fazer silêncio interior.

    Bom dia a todos...

    ResponderExcluir
  2. Pois é, essa é uma das coisas que deveriam ser tão simples, mas parecem ser difíceis de fazer.
    Saber ouvir, perceber as mensagens subliminares, não se deixar magoar pelo que ouvimos.
    Meu problema é inverso, ouço muito, precisava falar mais... Todo mundo tem acertos pra fazer em sua vida, uns mais sérios, outros mais amenos.
    Ouvir a natureza é um dos mais prazerosos, o barulho das ondas do mar batendo, dos pássaros nos acordando, da chuva depois de longo tempo de estiagem...
    Ouvir as pessoas requer disponibilidade, olho no olho, empatia.
    Bela mensagem e bom domingo!

    ResponderExcluir
  3. A amizade não se busca, não se sonha, não se deseja; ela exerce-se (é uma virtude).


    Que lindooooooo!amiga!lindo o texto!as imagens!alias vou levar todas para mim!eheh!minha irmã de alma e coração vim te deixar um beijinho aqui!

    ResponderExcluir
  4. oi Zininha.
    é bom quando nos ouvem, não só com os ouvidos mas também com o coração, e como é importante para os outros que os ouçamos também, tantas vezes com problemas, ou simplenmente precisando falar um pouco, cabe a nós dar sempre toda a atenção possivel a quem nos procura.

    linda postagem amiga Zi,

    beijo de intensa luz

    ResponderExcluir
  5. Zininha, obrigada por sua visita comentada no meu blog, para mim é sempre um prazer!
    Sua postagem está perfeita.
    Como já comentei na postagem da Jaque, ouço Deus através da natureza.
    Adoro contemplar o mar, barulho de chuva, etc...
    Um grande abraço...Boa semana!
    Paz e bem!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Foi um artigo muito bom.
    Sua
    Beijei

    ResponderExcluir
  7. Belo texto para um assunto que não é tão fácil: escutar.
    Falar é mais fácil para uns, ouvir é mais difícil para outros.

    Tudo isso faz parte do nosso aprendizado na Terra...

    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Olá, amiga querida
    Vc tem toda razão quando fala do ouvir e do escutar...
    A cada semana da nossa BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL ECUMÊNICA a gente vai se aprimorando nesta Arte da escuta, não é mesmo?
    Que Deus lhe conceda a chance de uma ótima escuta na semana que se inicia...
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. TEM SELINHO PARA VC LA NO MEU CANTINHO PASSA LA E PEGUE O SELINHO ESTA NO POSTADO NO INICIO DO MEU BLOG

    ResponderExcluir
  10. O seu texto, Zininha, transmite paz, e é a sua fala silenciosa que talvez mais encante os ouvidos do leitor.
    O jogo de palavras é proposital para obrigar a nossa mente a refletir e tentar desembaraçar as palavras. Enquanto isso, o silêncio flui e os pensamentos vagam desde a alma até a mente, e desta de volta à alma.
    O seu texto acalma e nos conduz à escuta, como se a palavra profanasse o momento da leitura.
    Muito sensível e mais do que isto, suave, esta sua bela reflexão.
    Abraços, Zininha.
    Gilberto.

    ResponderExcluir
  11. Lindíssimo texto, Zininha... Amei!
    Bjus,

    Eliane
    Receitas e Recipes Top

    ResponderExcluir
  12. A maior parte das pessoas não se consegue escutar a si próprio, quanto mais aos outros!

    O ruido veio para ficar :(
    Beijo.
    Gostei muito dos seus textos.

    ResponderExcluir

As flores...certamente
é a forma que Deus arranjou
de se mostrar a todo instante
em qualquer lugar
a todos os seres do Universo...